03 janeiro 2011

A crise e as cidades



O que acontece quando um Estado acaba o dinheiro? Bancarrota.
E quando uma cidade acaba o dinheiro? Mesma coisa: bancarrota.

Claro, se a cidade é parte dum Estado rico há sempre a possibilidade de receber fundos para evitar tal situação. Mas se o Estado também acabou o dinheiro?

É isso que está a acontecer em vários Países do mundo. Um pouco por todos os lados, as grandes cidades enfrentam graves problemas orçamentais. Os cofres estão vazios.

Madrid não sabe como pagar os credores, o mesmo acontece em Firenze, Barcelona e Países Bascos.
A agência de rating Standard & Poor's ameaça cortar a avaliação de Napoli e Budapest enquanto a dívida de Istanbul já foi classificada como "junk", lixo.
Lisboa já sofreu o mesmo destino no inicio de 2010.



Mas quem enfrenta a situação pior é o outro lado do Atlântico.

Detroit está a cortar nos serviços de policia, reparação de estradas, limpeza: a cidade não consegue gerar riqueza suficiente para sustentar os serviços para os seus 900.000 moradores.
Ao lado, o Illinois já gastou duas vezes o dinheiro que tinha guardado e encontra-se atrasado de seis meses nos pagamentos. A Universidade do Illinois, por exemplo, tem dívida de 400 milhões de Dólares.

A Califórnia tem subido as propinas universitárias em 32%.  A Arizona vendeu o próprio capitólio e os edifícios do tribunal supremo aos investidores: os quais, agora, os alugam ao Estado. E também a Florida entrou na espiral da bancarrota potencial.

No total são mais duma centenas as cidades dos Estados Unidos à beira da bancarrota.

Andres Rodriguez-Pose, professor de geografia económica da London School of Economics:
As cidades são abandonados,  os Governos não vêm em socorro pois já têm os seus problemas. As cidades terão que pagar as próprias dívidas e, em alguns casos, deverão realizar cortes dramáticos, como Detroit.

Após ter "investido" milhares de milhões no resgate dos bancos privados, não sobra dinheiro para pagar as contas das cidades.
Na altura fomos acalmados com a ideia de que não salvar os bancos poderia ter significado a falência do sistema: agora os bancos são salvos e o sistema está a falir na mesma.

O fantasma da bancarrota saiu da porta e voltou pela janela.

A seguir: Detroit, Michigan, EUA





Go to ImageShack® to Create your own Slideshow

Fonte: Washington's Blog
Tradução: Informação Incorrecta

6 comentários:

  1. Bruno3.1.11

    Olá Max! Antes de mais nada, Feliz 2011!
    Estive meio ausente, devido as merecidas férias!
    Este seu artigo me fez pensar, que talvez, seja breve a falência dos sistemas de educação, previdência social, segurança e saúde. Acredito que seja essa a ordem dos cortes.
    Mas como já falando antes, é enviado dinheiro para os bancos e o resto, é resto...

    Abraços

    Bruno

    ResponderEliminar
  2. NunoSav3.1.11

    Eu honestamente acho isto óptimo, porque quando um sistema falha alternativas surgem e caso não aconteça as cidades/estados têm sempre de pagar as contas e acalmar o povo. Uma das soluções, na minha opinião, nos EUA vai ser legalização de Marijuana nos Estados, provavelmente a começar em Califórnia que já em 2010 esteve perto de o conseguir (53,5% - Não; 46,5% - Sim) seguido, nos próximos meses/anos por outros.

    O governo Federal, por outro lado, só com alguém tipo Ron Paul o que em 2012 (se ele se candidatar) não será difícil imaginar, pelo menos, um maior equilíbrio nas sondas.

    Com a legalização em termos económicos, os estados deixariam de gastar dinheiro em apreensões de droga, tribunais, prisões e passariam a encaixar milhões dos impostos. Petróleo seria substituído por cânhamo (nome Português) deixando o planeta um "pouco" menos poluído, países como Nigéria deixariam de ser reprimidos pelas grandes companhias de petróleo:

    http://www.youtube.com/watch?v=C8i2SdYxaBk (Curse of the Black Gold)

    e já agora sobre gás natural:

    http://www.imdb.com/title/tt1558250/

    O uso legal desta planta irá, porque eventualmente será legalizada(!!), provocar um grande impacto económico e social. Uma vez explorada a sua potencialidade esta planta é na minha opinião o primeiro passo para um mundo melhor. Alimento, combustível, medicina, fibra, etc.

    E quando os EUA legalizarem o mercado, nem que seja a nível dos Estados, países que exportam Marijuana (México, Colômbia, etc.) terão de rever as suas leis, caso contrário estarão a perder uma grande fatia do dinheiro a ser feito:

    http://www.bloomberg.com/news/2010-10-26/colombia-condemns-california-bid-to-legalize-pot-amid-battle-with-cartels.html

    Abraço.

    ResponderEliminar
  3. NunoSav3.1.11

    Mais um passo dado por CA:

    http://abclocal.go.com/kgo/story?section=news/politics&id=7869011

    ResponderEliminar
  4. Olá Bruno e Feliz 2011 também!

    É assim mesmo: o sistema tem que alimentar-se, mesmo à custa dos serviços básicos.
    A ideia transmitida é: sem o sistema não haveria serviços básicos, por isso o sistema tem prioridade.

    Onde está o truque? O truque está no apresentar este sistema como o único possível. O que não é verdade...


    Abraço!!!

    ResponderEliminar
  5. Olá Nuno!

    Qualquer tipo de proibição é destinada a falir. A História ensina mesmo isso. Ainda mais se a ser proibida é uma simples...planta!!! Que, doutro lado, tem centenas de aplicações benéficas na medicina, na industria, etc.

    Mas há sempre quem ganhe com a proibição, quem consiga juntar imensas fortunas com esta situação.

    Acredito que seja isso o maior problema, ainda mais do que a opinião popular. Que, como é óbvio, é "guiada" com a falta de informação dum lado e com a confusão criada para o efeito.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  6. Olá a todos, você precisa de serviços de hacking?
    Em seguida, contate> NOBLEHACKER284@GMAIL.COM para obter os melhores serviços de hacking.
    Seja avisado, a maioria desses hackers chamados são os impostores,
    Eu sei como os hackers reais funcionam, eles nunca se anunciam de maneira tão crédula e são sempre discretos.
    Fiquei enganado tantas vezes por desespero tentando encontrar ajuda urgente para mudar minhas notas da escola,
    Finalmente, meu amigo me apresentou a um grupo de hackers confiáveis ​​que trabalham com discrição e entrega prontamente,
    Eles fazem todos os tipos de hackers variando;
    -Sais dos cartões de ATM em branco.
    - hackeamento de cartas
    - entrar em contas de e-mail e localizar localização de e-mail
    - todas as contas de redes sociais,
    Banco de dados escolar para limpar ou alterar notas,
    -Relimitação de arquivos / documentos perdidos
    **** código do cartão iTune
    -DUIs
    - registros e sistemas de empresas,
    - contas bancárias, contas Paypal
    -Captura de cartões de crédito
    -Correndo pontuação hack
    -Monitor qualquer telefone e endereço de e-mail
    - endereço IP curto
    + Toque na chamada de alguém e monitore sua conversa.
        Ao contratar seu serviço, você receberá uma garantia gratuita de 30 dias. Isso significa
    Que se alguma senha for alterada neste período de tempo desde o momento em que você
    Receba, eles vão obtê-lo novamente de graça.
         *** CONTATO> NOBLEHACKER284@GMAIL.COM

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...